Apoio Emocional

 

 

ID: 864 9928 3163

Oferecemos uma linha de Apoio Emocional composta por estudantes do ensino superior preparados/as para auxiliar aqueles/as que precisam de um espaço anónimo e confidencial para desabafar. A Linha é livre de preconceitos, respeitando e aceitando as diferenças interpessoais sem influência do ponto de vista religioso, político ou ideológico. Funcionamos todos os dias entre as 22h e a 1h (exceto férias escolares).
No passado dia 21 de Janeiro a Universidade de Coimbra suspendeu todas as actividades letivas presenciais por um período mínimo de 15 dias, como medida preventiva da disseminação do Coronavírus SARS-CoV-2 (COVID-19).
Posto isto, queríamos informar que a Linha SOS Estudante passará a ter atendimento exclusivamente via ZOOM, com efeitos a partir de dia 22 de Janeiro. Para tal recomendamos:
    • Que as câmeras se mantenham desligadas ao longo da chamada, de forma a manter a confidencialidade e o anonimato.

 

  • Que descarregue a aplicação ZOOM e que entre na reunião com recurso ao ID, pois desta forma pode escolher o nome que quiser, desde um sinal de pontuação a um número.

 

A LINHA É PARA QUEM PRECISA!

A Linha SOS Estudante é uma linha de apoio emocional e prevenção do suicídio, e foi inicialmente criada por estudantes e para estudantes, resultado da constatação de que um elevado número de estudantes universitários se sentiam deslocados/isolados. O ambiente de festa que se vive na cidade de Coimbra faz esquecer que a euforia não é geral, e que essa imagem muitas vezes esconde a daqueles que sofrem.

Com o passar do tempo, fomos chegando a uma gama mais ampla de pessoas. Hoje, existem vários grupos geracionais e culturais que nos procuram. Adotámos a regra de sempre atender e apoiar todos/as  aqueles/as que nos procuram, independentemente da idade, profissão, localidade, entre outros. Assim, a nossa Linha SOS Estudante tem como público-alvo todos/as que precisam, sendo estudante ou não. Estamos prontos para apoiar.

 

 

 

ESTATÍSTICAS

Nenhuma descrição disponível.

 

 

Entre setembro de 2020 a março de 2021, foram atendidas 270 chamadas (54 por mês). Quanto ao perfil das pessoas que nos telefonam, a maior parte é do género masculino e 30% têm menos de 35 anos. Os principais temas abordados ao longo das chamadas são temas quotidianos (29.7%), religião (15.3%), solidão (12.1%), ansiedade (14%) e depressão (11.2%).